Nosso Básico

 

 

Com mais de 20 anos de experiência no Mercado, percebemos que há uma lacuna sobre o conhecimento das especificações técnicas dos tecidos por parte dos clientes e isso dificulta muito o poder de decisão do consumidor.

 

Ao idealizar a BasicForYou, pensamos em, além de oferecer um produto prático e de qualidade, nosso maior objetivo é atender com precisão suas exigências enquanto consumidor.

 

Tendo a sua satisfação como nossa premissa maior, aqui fazemos uma análise sobre os tecidos que utilizamos na confecção de nossos produtos, para que você possa escolher e decidir qual a melhor peça que atenderá o seu jeito básico de ser no dia-a-dia.

 

A coleção da linha BasicForYou foi desenvolvida tendo como base o conforto que você precisa para realizar as diversas tarefas do seu cotidiano, desde a hora que você acorda para o treino na academia, ao encontro com os amigos após o trabalho, que também requer uma peça casual. E é nesse contexto que escolhemos os tecidos e malhas para a confecção das peças.

 

Contudo, ninguém melhor do que você para determinar qual o seu básico ideal. Por isso desenvolvemos um pequeno briefing sobre os tecidos e malhas, suas espeficações e propriedades, para lhe ajudar a decidir na hora da compra em nosso site.

 

De acordo com a Resolução do CONMETRO 01/01, entende-se que “Fibra ou filamento têxtil é toda matéria natural de origem vegetal, animal ou mineral, assim como todo material químico artificial ou sintético, que pela alta relação entre comprimento e seu diâmetro, e ainda, por suas características de flexibilidade, suavidade, alongamento e finura, o tornem apto a aplicações têxteis”.

 

Classificamos ainda as fibras têxteis em Natural e Sintética. Abaixo detalhamos as especificações técnicas de cada uma.

 

As fibras naturais são aquelas que já se encontram prontas na natureza, as quais bastam passar por determinados processos físicos para se obter o fio. À depender de onde são extraídas, classificam-se em animal, vegetal e mineral, conforme Norma da ABNT 12744:

 

 

Fibras Naturais Vegetais Celulósicas

  • De sementes: Algodão CO

  • Caules: Cânhamo; Juta; Kenaf; Linho; Malva; Rami

  • Folhas: Abacá; Caroá; Formio; Sisal

  • Frutos: Coco

Fibras Naturais de Secreção: Seda

Fibras Naturais de Pêlos: Alpaca, Angorá, Cashmere; Camelo; Lã. Lhama; Mohair; Vicunha

Fibras Naturais Minerais: Amianto

 

 

Já as Fibras Têxteis Química são produzidas pelo homem, ou seja, não são encontradas prontas na natureza. São subdivididas em Artificiais e Sintéticas.

 

•Fibra Têxtil Artificial: São aquelas produzidas pelo homem à partir de matéria-prima encontrada na natureza, contudo, em uma forma não utilizável.

•Fibra Têxtil Sintética: também são produzidas pelo homem, porém à partir de matérias-primas não existentes na natureza, derivadas do carvão e do petróleo.

 

Segue abaixo a classificação das fibras sintéticas de acordo com a Norma da ABNT 12744

 

Fibras Químicas Artificiais: Acetato; Alginato; Borracha; Carbono; Caseína; Cupro; Metálica; Liocel; Modal; Triacetato; Vidro; Viscose.

 

Fibras Químicas Sintéticas: Acrílica; Aramida; Cloreto de polivinila; Elastano; Modacrílica; Poliamida; Poliéster.

 

55% da nossa coleção é confeccionada na malha PV, popularmente conhecida como “malha fria”, 22% são de peças confeccionadas na malha 100% algodão e 23% na malha piquet.

 

 

MALHA PV (MALHA FRIA)

 

A malha PV é composta por 67% de fio poliéster e 33% de fio viscose. Sendo assim, trata-se de um tecido composto de fibra química, tanto artificial como sintética.

 

O poliéster é um tipo de plástico que pode ser aplicado, de acordo com a sua composição química, em diversos ramos industriais. Sua fibra têxtil é obtida à partir de processos químicos, derivada do petróleo.

 

O fio da Viscose, por sua vez, é obtido através da regeneração da celulose, a partir de pasta de madeira de árvores pouco resinosas e/ou do linter da semente do algodão. Em síntese, é formada uma pasta celulósica que por extrusão em fieiras e com o contato de outras soluções é feita a fibra.

 

Unindo a resistência, tanto à abrasão quanto ao amarrotamento, do poliéster e o toque macio e o caimento que o fio de viscose proporciona, as peças confeccionadas na malha PV são ideais para quem preza a durabilidade, sem deixar de lado o conforto e o tom casual que a peça dá ao look.

 

Além disso, peças de malha PV possuem pouco encolhimento e não desbotam, possuem um toque acetinado, criam pouco ou quase nenhum pieling e por reter menos suor no tecido, são mais agradáveis no frio. Porém não são indicadas para pessoas que possuem alguma alergia à tecidos, tendo em vista que trata-se de uma malha com fio sintético.

 

São comumente utilizadas na confeccção de uniformes pela durabilidade, uma vez que podem ser usadas inúmeras vezes, sem perder sua aparência de nova. Outra vantagem que o tecido proporciona é o fato das mesmas serem mais agradáveis no clima frio.

 

 

MALHA 100% ALGODÃO

 

A malha de algodão, por sua vez, como vimos, trata-se de um tecido com fios de fibra natural e há dois tipos: a CARDADA e a PENTEADA.

 

A grande diferença entre as duas é que a penteada, como o próprio nome diz, “É PENTEADA”, ou seja, o fio do algodão passa por um aparelho chamado penteadeira, que tem como função eliminar os fios menores e que apresentam alguma deformidade e/ou impurezas, como cascas e sujeiras.

 

Este processo de produção proporciona ao tecido um toque macio, além de uma melhor aparência e durabilidade, sendo utilizada na fabricação de peças básicas casuais e uniformes, uma vez que possui maior resitência à lavagem.

 

Já malha de algodão com fio CARDADO não passa pela penteadeira, logo os fios empregados na tecelagem do tecido são irregulares, o que prejudica a aparência, maciez e durabilidade da peça, além da formação de pilling (bolinhas) ser mais frequente. Esse tipo de tecido 100% algodão é utilizado na confecção de camisetas promocionais ou para eventos específicos, onde o uso sera limitado.

 

Dentro desta breve análise, podemos dizer que as peças confeccionadas no 100% algodão são ideais para pessoas que possuem alguma alergia à tecidos sintéticos, além disso, possuem toque mais macio e reteêm mais o suor no tecido, sendo mais agradáveis no calor. Contudo, em comparação com as malhas sintéticas, amarrotam mais facilmente e podem sofrer deformação e desbotamento com o tempo de uso.